Alfabetização e letramento: conceitos, métodos e dicas

[Alfabetização e letramento: conceitos, métodos e dicas]

O processo de alfabetização e letramento não é simples e, portanto, depende do esforço da criança, família e escola. Afinal, aprender a ler e escrever não é somente gravar letras e juntar sílabas, é preciso desenvolver também habilidades sociais relacionadas. 

 

O aluno, portanto, deve saber interpretar e entender diferentes textos e contextos de acordo com as habilidades que foram desenvolvidas durante o aprendizado. Para isso, é preciso que pais e educadores compreendam e apliquem os métodos de alfabetização e letramento.

 

Nesse contexto, preparamos aqui informações valiosas sobre o tema, como as diferenças entre alfabetização e letramento, métodos de alfabetização, dicas de atividades e muito mais. Preparado?! Então, siga a leitura até o fim. 

 

O que é alfabetização e letramento?

 

A alfabetização e o letramento são processos distintos, mas que andam juntos no pleno desenvolvimento do aluno. Muitas vezes, os termos são usados como sinônimos, no entanto, eles possuem conceitos específicos. Conheça:

 

O que é alfabetização?

 

A alfabetização é o processo em que o aluno aprende e domina o código alfabético. Nele a criança (ou adulto) aprende a decodificar os elementos que compõem a escrita. 

 

Sendo assim, a alfabetização inclui a memorização do alfabeto, reconhecimento das letras, capacidade de junção entre as sílabas e formação de palavras. O aluno usa todo esse conhecimento para leitura e escrita.

 

O que é letramento?

 

Já o letramento é um processo mais amplo que vai além do aprendizado das letras e símbolos da escrita. Nele o aluno é capaz de compreender, interpretar e usar o conhecimento da língua em práticas sociais. 

 

Portanto, existem pessoas que são alfabetizadas, porém não são letradas. Mas, vale lembrar que é fundamental que a alfabetização e o letramento do aluno aconteçam de forma simultânea, uma vez que são conceitos complementares.

 

Quando se deve realizar a alfabetização e o letramento?

 

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) indica que a etapa escolar de alfabetização deve ser realizada, idealmente, nos dois primeiros anos do Ensino Fundamental. Já o letramento, deve permear por todas as fases de aprendizado tendo início, inclusive, na educação infantil.

 

Tudo isso objetiva a inserção social e cultural da criança para que ela tenha autonomia.

 

Portanto, o projeto pedagógico alinhado às diretrizes da BNCC inclui a articulação conjunta da alfabetização e do letramento. Isto é: alfabetizar letrando, de modo que, o ensino da leitura e da escrita esteja de acordo com o contexto das práticas sociais. 

 

Quais são os principais métodos de alfabetização?

 

O processo de alfabetização ocorre por meio de métodos para que o educador tenha um direcionamento tanto teórico quanto prático. Normalmente, os métodos de alfabetização são divididos em dois grupos: sintético e analítico. Entenda mais a seguir:

 

Sintéticos

 

Os métodos sintéticos começam com partes e depois vão para o todo. Portanto, nesses métodos os alunos primeiro têm contato com letras, passam para as sílabas e depois estudam a sonoridade das palavras. Dentro deles temos o método alfabético, silábico e o fônico.

 

Alfabético 

 

Este é o método mais comum e também o mais antigo. Nele a criança, primeiramente, aprende o nome das letras do alfabeto para depois fazer as combinações silábicas e formar palavras.

 

Silábico

 

Neste método o aluno aprende primeiro as famílias de sílabas e depois compreende as palavras. Atualmente, esse método é menos utilizado porque os alunos contemporâneos necessitam de um aprendizado mais dinâmico. Porém, o método silábico contribui muito para o que entendemos como alfabetização hoje. 

 

Fônico

 

Por fim, no método fônico, a criança aprende as vogais, depois as consoantes, sílabas e palavras. A ideia é que o aluno aprenda associando sons e palavras. Para aprender mais sobre a alfabetização pelo método fônico, acesse aqui

 

Analíticos

 

Por outro lado, os métodos analíticos focam nas formas de analisar o sistema de escrita e na compreensão e, portanto, ele parte do todo. Os métodos analíticos incluem o método global, o método de sentenciação e o método de palavração. 

 

Método global

 

Aqui a criança já começa a entrar em contato com textos, por isso, o método também é conhecido como método de historietas ou contos. Nele são apresentadas as estruturas do texto: começo, meio e fim. 

 

Método de sentenciação 

 

Este método explora a sentenciação, isto é, parte de um aprendizado de frases inteiras visando à memorização. 

 

Método de palavração

 

A ideia deste método é que a criança conheça palavras comuns e reconheça o som delas. 

 

Dicas para promover a alfabetização

 

Geralmente, as escolas determinam um método de alfabetização para priorizar. Na hora de escolher é preciso avaliar qual melhor se enquadra com o propósito da instituição. Além disso, é importante considerar a aceitação da família e os meios didáticos que serão utilizados. 

 

De todo o modo, separamos aqui algumas dicas para auxiliar pais e educadores no processo de alfabetização e letramento. Acompanhe:

 

Atividades de alfabetização e letramento na Educação Infantil 

 

As crianças que são inseridas em um ambiente letrado são motivadas a aprender a ler e escrever, por isso, o processo deve começar antes mesmo da alfabetização formal. Uma boa dica é que os pais realizem a leitura para os filhos e convide o aluno para explorar o livro.

 

O conhecimento das letras deve acontecer de forma sutil e orgânica, portanto, o alfabeto pode ser apresentado de maneira lúdica e criativa, inclusive, permitindo que o aluno toque nas letras. Você também pode estimular a consciência fonológica do aluno trazendo atenção para os sons. 

 

Atividades de alfabetização e letramento no Ensino Fundamental

 

É durante o Ensino Fundamental que ocorre a consolidação da alfabetização e letramento. A expectativa é que os alunos dominem o sistema da escrita ao fim dos dois primeiros anos. Dessa maneira, os educadores devem realizar as atividades de aprendizagem das letras e palavras e, também, da função social da escrita. 

 

O ideal é que a alfabetização ocorra de maneira divertida e contextualizada. Para isso, a BNCC indica o desenvolvimento de atividades de alfabetização contextualizadas à rotina da criança. Nesse aspecto, são indicados gêneros textuais como listas de compras ou ingredientes, lista de regras da turma, bilhete e convite. 

 

Também utilize cartazes e painéis criativos para apresentar os traços das letras do alfabeto em seus vários formatos. Instigue a participação dos alunos, atividades culturais e envolva a família. Tudo isso contribui para o sucesso da alfabetização e letramento da criança. 

 

Aprenda mais no curso de alfabetização GINEAD

 

O GINEAD - Instituto Nacional de Ensino à Distância - disponibiliza mais de 250 cursos online e gratuitos com opção de certificado em diferentes áreas do conhecimento. Para a preparação de pais e professores, é disponibilizada uma série de cursos sobre educação.

 

Dentre eles, ganham destaque os cursos voltados para alfabetização e letramento. Conheça a seguir alguns deles:

 

 

Não vai perder essa oportunidade, não é mesmo?! Matricule-se agora mesmo gratuitamente e se prepare para o processo de alfabetização e letramento. 

Você tambem pode Curtir
Esses
artigos